O que se tem pela frente x o que se quer?

Jogar o jogo de basquete é possível para qualquer pessoa. Se tornar um profissional do basquete já muda o foco da pergunta. Ser jogador de uma liga internacional aumenta mais ainda a complexidade da pergunta.

Você procura em documentários da netflix e vai achar uma infinidade de histórias de quem tentou mas não conseguiu, mas isso não impede de aproveitar o que você pode aproveitar. 🙂

Joey Haywood jogou na liga canadense, foi reconhecido dentro da comunidade de streetball e tinha sua missão de jogar na NBA. É conhecido como “king handles” pela habilidade e controle de bola. Essa habilidade virou o cartão de visitas de Joey, que passa a viajar o mundo fazendo clínicas. Joey tem um canal de instagram onde documenta suas histórias.

A Vice Sports fez um vídeo contando um pouco da historia do Joey, em uma tentativa de jogar pelo Raptors 905, time da G-League da NBA. Na época Joey estava com 32 anos, o que dificultaria mais ainda a escolha de investimento em uma liga como essa que tem o foco no desenvolvimento de jogadores que poderiam vir a jogar posteriormente em times da NBA.

O grande lance é que Joey pode e tem todo direito de ficar frustrado por não ter sua oportunidade na NBA, mas tendo a carreira na liga do Canadá e todo potencial pela frente com o trabalho de ball handling, e pode seguir o seu apoio ao jogo de basquete e conseguir viver do esporte.

Entender os espaços disponíveis e as oportunidades existentes em cada espaço. Esse sempre vai ser o jogo!

Extras:

— Daniel Wildt

Autor: dwildt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.